Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Boletim "O Gafanhoto"


VISITAS


Área Reservada


SEGUE-NOS


calendário

Outubro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Ainda a tempo... Sub16 masculinos regressam às vitórias

por gdgbasquetebol, Sexta-feira, 11.12.15

Os Sub 16 masculinos GDG/EPADRV regressaram às vitórias na passada terça-feira frente à Oliveirense (51-32).

Esta vitória, mais que a diferença do resultado, foi importante para consolidar o espírito de grupo e dar sentido ao trabalho que tem sido efectuado. A análise ao jogo pela "pena" do Carlos Soares.

Carlos.JPG«Na passada terça-feira, num feriado, conseguimos ganhar em casa contra Oliveirense.
No 1º período entrámos com bons jogadores para ambas as equipas e o resultado refletiu-se nisso, mesmo assim acabámos o período a perder por 1 ponto. O resultado ficou 11-12.
Com falta de um jogador, um dos nossos teve que repetir o 2º período. Entrámos com vantagem em termos de técnica e conseguimos ganhar o período 20-10, com o resultado final de 31-22.
No 3º período entrámos com um cinco mais forte para aumentar o nosso resultado. Estivemos bem no ataque e mais ou menos na defesa. Mesmo assim conseguimos ganhar o período outra vez 20-10 com o resultado final de 51-32.
No último período entrámos com o mesmo cinco do 3º período mas o nosso treinador quis fazer algumas alterações. Não conseguimos atacar nem defender muito bem e o resultado do período ficou 9-14, mas mesmo assim conseguimos ganhar 60-46.»

Parciais: 1Pº: 11-12; 2Pº: 20-10; 3Pº: 20-10; 4Pº: 9-4

Atletas GDG/EPADRV: Refael Estanqueiro, Ricardo Fernandez, Carlos Soares, João Gil, Hugo Rodrigues, Rúben Gomes, Tomás Carvalho e Gabriel Baptista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:07

Treinador Bruno Pereira em discurso directo.

por gdgbasquetebol, Quinta-feira, 28.05.15

Bruno Pereira.jpgConquistado, por mérito e direito próprio, um lugar entre as quatro equipas apuradas para a Fase Final Distrital do Grupo II, Bruno Pereira, treinador dos Sub 16-B do GDG Basquetebol, faz o balanço da época, avalia o trabalho e perspectiva a presença na Fase Final.

Num escalão/categoria onde se dão, muitas vezes, os primeiros passos, se adquirem as primeiras capacidades técnico-tácticas, se perspectivam evoluções desportivas, onde o equilíbrio competitivo é significativo, é um enorme orgulho que o GDG Basquetebol sente pelo trabalho realizado e pela conquista desta patamar pelos nosso jovens Sub 16-B masculinos, sob a orientação do Bruno Pereira.

(GDG Basquetebol) Ao entrarmos na recta final da competição dos Sub16-B masculinos que balanço é possível fazer
(Bruno Pereira) Bem... para começar a época não foi fácil. Lembro-me que nos primeiros treinos tínhamos poucos atletas, cerca 5/6 atletas no máximo. Metade da equipa não tinha hábitos de treino e quando falo em “hábitos de treino” tem a ver não só com a assiduidade mas também com a postura e forma de estar no treino. Foi algo que tivemos de trabalhar e evoluir.
Até meados de Novembro, estivemos a disputar a 1ª Fase da competição e apurámos para o grupo que iria disputar 2 vagas no play-off de acesso ao Inter-Associações, porque individualmente éramos melhores que duas das equipas desse mesmo grupo. Na Fase seguinte isso não chegava e a equipa ressentiu-se disso mesmo. Contudo apesar de termos perdido quase todos os jogos, penso que foi a fase da época mais importante para nós. Foi durante esse tempo que, sem olhar aos resultados, tentámos evoluir mais como EQUIPA e criar um grupo de atletas o mais coeso e unido possível, trabalhando a par disso, claro, a parte técnico-táctica. Entre essa fase da competição e a seguinte (esta última) tivemos quase um mês sem competição, e essa paragem foi fundamental para crescermos a nível táctico, fundamentalmente. Confesso que nunca pensei muito sobre a possibilidade de apurarmos para a fase final, pois além de termos calhado na série mais difícil entre as 3 séries desta Fase, ainda havia outros objectivos que para mim se sobrepunham ao apuramento para este fim-de-semana. Tínhamos de criar um grupo com qualidade e competitivo de Sub16 para a próxima época, bem como fortalecer em todos os aspectos os atletas que para o ano serão Sub18.
Apesar disto as coisas correram melhor do que eu próprio imaginava e com o avançar do campeonato começámos a acreditar que seria possível apurar, e neste momento estamos a dois dias daquele que será “O” fim-de-semana da época.

Como avalias o grupo e entrega destes jovens atletas?
Penso que foi o grupo ideal para mim, este ano. Até agora apenas tinha estado ligado ao minibasket e este grupo proporcionou-me novos desafios e uma forma de ver o ensino do Basquetebol que nunca tinha experienciado.
Tal como já disse não foi um grupo fácil, principalmente ao início, e as dificuldades e limitações eram grandes. Porém cada atleta individualmente, como pessoa, cresceu bastante, e a postura no treino evoluiu imenso. Neste momento, por exemplo, quando algum deles excede a “brincadeira” no treino, eu próprio quase não tenho de dizer nada, são os próprios colegas que se repreendem entre si. É um grupo fantástico.

A equipa, onde se incluem os atletas e tu, conseguiu, com todo o mérito, marcar presença na Fase Final Distrital do Grupo II. O que significa este momento especial?
Pessoalmente é algo que nunca vou esquecer, independentemente do resultado final. É a minha primeira Fase Final, quer como treinador, quer como atleta. Foi algo com que sonhava um dia estar num destes fins-de-semana espectaculares. Para os atletas é também espectacular, mas não vivido com tanta intensidade à partida, visto que já todos (à exceção do Gabriel) sabem o que é estar numa Fase Final. Esta Fase Final para mim é vista também como um merecido prémio para os atletas, pela evolução ao longo de toda a época, quer como atletas quer como pessoas.

Independentemente do "tudo pode acontecer" e que o grande momento está conquistado (a presença), a verdade é que não basta chegar à Fase Final, é preciso disputá-la e há três jogos para cumprir. Quais são as perspectivas para a Fase Final?
É difícil falar de perspectivas. A única que é certa é que todos vão dar o máximo de si, eu inclusive. São quatro equipas que demonstraram ser muito equilibradas entre si, ao longo do ano. Nós já ganhámos e já perdemos com a Oliveirense e com a Ovarense “B” e apenas perdemos todos os jogos que realizámos contra o Galitos “A”, porém tanto a Ovarense “B” como a Oliveirense conseguiram vitórias frente à equipa da casa. É daquelas fases finais em que qualquer equipa pode ganhar todos os jogos ou perdê-los. Vai haver jogos emotivos com certeza.
Tirando a parte mais competitiva, espero que todos aproveitem o momento e o ambiente do fim-de-semana, que será certamente incrível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 09:39

Bruno Pereira vai treinar os Sub16-B masculinos

por gdgbasquetebol, Domingo, 10.08.14

O GDG Basquetebol confiou a equipa de Sub 16-B masculinos ao treinador Bruno Pereira, para a época 2014-2015.

Depois da positiva experiência no Minibasquete (sub13), o GDG Basquetebol apostou nas capacidades técnicas e de trabalho do Bruno Pereira para treinar o escalão de Sub16-B masculinos.
Para além do reconhecimento do seu valor técnico, o GDG Basquetebol apostou no jovem treinador que é, simultaneamente, atleta da equipa sénior do clube.
Desta forma, premiámos a identidade de quem viveu e vive o que significa ser-se GDG Basquetebol e faz, desde a sua formação como atleta, parte desta importante família, ajudando a crescer o clube, os jovens atletas (como referência para muitos) e valorizámos as suas competências enquanto experiente (mesmo que jovem) jogador.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:00


SUCESSO - X Torneio Internacional e VI Torneio Carnaval


SlideShow - PATROCINADORES


EQUIPAS 2017/18


TREINADORES 2017-2018

COORDENAÇÃO

Coordenação Geral

Minibasquete

MASCULINO

Seniores

Sub 18

Sub 16

Sub 14

FEMININO

Seniores

Sub 19

Sub 16

Sub 14

INICIAÇÃO - MINIS

Sub 13 - iniciação

Minibasquete