Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Boletim "O Gafanhoto"


VISITAS


Área Reservada


SEGUE-NOS


calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D


Sub 20 Masculinos entram com pé (mão) esquerdo.

por gdgbasquetebol, Quinta-feira, 10.10.13


A equipa de Sub 20 Masculinos do GDG Basquetebol não foi feliz na sua estreia no campeonato Zona Norte B ao perder, em casa, com o Sangalhos por 45-62.
O jogo que teve como adversário a equipa de Sub 20 do Sangalhos tinha todos os “ingredientes” para ser um bom jogo e com a vitória presente (e alcançável) nos objectivos.
Com uma agradável atitude, espírito de equipa, esforço e sacrífico, os Sub 20 do GDG acabaram por entregar “de bandeja” um jogo que, apesar do valor e do mérito do adversário, foi mais “perdido” pelo Gafanha do que “ganho” pelo Sangalhos. À excepção do primeiro período (primeiros 10 minutos do jogo), o jogo revelou-se equilibrado na marcha do marcador: 11-21 (a maior diferença); 10-14; 13-16; e 11-11.
E a razão prende-se com alguns aspectos do jogo menos conseguidos por parte da equipa.
Se do ponto de vista defensivo a equipa revelou, com surpresa para o treinador Miguel Araújo (que tinha alguns receios neste vertente do jogo), um excelente atitude (35 bolas recuperadas por força da pressão e da postura defensiva, e quatro situações de 24 segundos esgotados no ataque do Sangalhos), a verdade é que o esforço e o trabalho defensivo se revelou, na prática, inglório.
Primeiro, porque o treinador Miguel Araújo demorou a encontrar solução defensiva para a experiência e saber acumulados pelos dois atletas do Sangalhos que militam nos seniores do clube bairradino, a competir na Proliga. Só a partir do segundo período é que a equipa conseguiu estancar o caudal ofensivo do Sangalhos, principalmente do seu jogador nº11 (no primeiro período, dos 21 pontos marcados, 17 são da sua responsabilidade).
Mas esta (apesar de ser a diferença final do marcador) não foi a principal razão deste “parcial” insucesso.
A ansiedade, o facto do grupo ser extremamente heterogéneo (quatro atletas dão continuidade ao trabalho da época anterior, três transferem-se de outro clube, e sete interromperam, por um ou dois anos, a sua actividade desportiva e competitiva), a perda de consistência e rigor ofensivos marcaram o jogo e o resultado final. Um olhar rápido pela estatística da equipa revelam valores que fundamentam esta análise: 26 bolas perdidas e 89 lançamentos não convertidos (um número nunca visto… muito elevado).
No entanto, porque há mais vida na modalidade e na competição do que as vitórias e derrotas, há a realçar aspectos muito positivos que derivam do jogo: espírito de equipa, de grupo, respeito pelo clube/emblema, atitude, a postura defensiva e a agressividade, e, apesar do resultado, nunca ter havido um “baixar de braços” até ao apito final.
Algo que o treinador Miguel Araújo irá sempre recordar à equipa e ao clube. Podemos não ter ganho, mas soubemos, acima de tudo, saber perder. E com dignidade.



Autoria e outros dados (tags, etc)

às 12:03

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



SUCESSO - X Torneio Internacional e VI Torneio Carnaval


SlideShow - PATROCINADORES


EQUIPAS 2017/18


TREINADORES 2017-2018

COORDENAÇÃO

Coordenação Geral

Minibasquete

MASCULINO

Seniores

Sub 18

Sub 16

Sub 14

FEMININO

Seniores

Sub 19

Sub 16

Sub 14

INICIAÇÃO - MINIS

Sub 13 - iniciação

Minibasquete