Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Boletim "O Gafanhoto"


VISITAS


Área Reservada


SEGUE-NOS


calendário

Setembro 2019

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D


Sub 14 masculinos GDG Basquetebol em análise da época

por gdgbasquetebol, Quarta-feira, 08.07.15

Salvador AlexandreO GDG Basquetebol reconhece o valor e o trabalho realizado pelo seu corpo técnico nesta época 2014-2015, sublinhado na continuidade da colaboração para a próxima época de grande parte dos seus treinadores (as três saídas verificadas ocorreram por opções pessoais), independentemente dos resultados desportivos.
Mas não deixa de ser um facto que a presença em Fases Finais é um "prémio" para o referido esforço e trabalho desenvolvidos, tendo, do ponto de vista competitivo, um especial e natural relevo.

Os Sub 14 masculinos alcançaram, meritoriamente, na época passada o título de campeões distritais, na Fase Final disputada em Ovar. De novo, esta época, marcaram presença na Fase Final Distrital e de novo em Ovar, tendo, desta feita, a equipa da casa, com legitimidade e mérito, conquistado o primeiro lugar.
O GDG Basquetebol analisou com o treinador Salvador Silva não só a Fase Final mas também alguns aspectos da época desportiva, em discurso directo.

De novo, com os sub14 masculinos do GDG Basquetebol, numa Fase Final Distrital.
Antes disso… de forma idêntica à época passada, poucos seriam os que esperariam uma fase regular distrital recheada de bons momentos: presença garantida na Fase Final Distrital e presença no campeonato nacional.
Que avaliação fazes desta época?
A avaliação desta época só pode ser extremamente positiva. Partindo como campeões distritais a responsabilidade era maior, tínhamos que provar a nós mesmos que o título da época anterior era fruto de um trabalho colectivo e não individual. Tivemos algumas dificuldades iniciais na integração dos elementos que transitaram do escalão de sub 12, mas a partir do momento em que os atletas, que já tinham jogado neste escalão, perceberam que seriam muito importantes na integração de novos colegas o desempenho da equipa subiu gradualmente e conseguimos superar o objectivo que tínhamos traçado para a época, chegando pelo segundo ano consecutivo ao Campeonato Nacional.
A nossa participação no respectivo campeonato acabou por ser meritória, apesar da grande diferença física para as equipas adversárias. Discutimos os jogos com todas as equipas, vencemos uma das equipas apuradas para a segunda fase, o Dragon Force, naquele que deve ter sido o nosso melhor jogo ao longo da época. Só no Torneio Inter-Associações estivemos um pouco aquém das nossas possibilidades. Encontrámos adversários competitivos, mas nos dois primeiros jogos poderíamos e deveríamos ter feito algo mais. Contudo penso que deixamos uma boa imagem no clube por todos os locais aonde fomos passando, fomos várias vezes elogiados pela nossa maneira de jogar e isso neste escalão acaba por ser o mais importante.

É um facto que a história, mesmo a desportiva, muito dificilmente e repete. As perspectivas para a Fase final Distrital eram diferentes das do ano passado, independentemente de terem sido campeões. Como foi a Fase Final de 2015?
Esta fase final, contrariamente à do ano passado, surge após sete semanas de paragem. A preparação foi longa, muito desgastante, sem competição oficial; apenas realizámos alguns jogos treinos que não são a mesma coisa. Portanto, para nós, seria uma incógnita a maneira como iríamos responder a uma grande carga física que os atletas iriam estar sujeitos, num curto espaço de tempo. Olhando a nossa postura em cada jogo, só podemos sair satisfeitos com o comportamento dos nosso atletas. Fomos competitivos contra todas as equipas. Realizámos o melhor jogo contra a equipa que se veio a tornar campeã e não fossem alguns pormenores, frutos da imaturidade da idade, poderíamos ter conseguido uma melhor classificação. Numa avaliação mais geral penso que fomos sem surpresa a equipa, entre todas, mais equilibrada e homogénea, factor aliás reconhecido por muitos dos adversários.

Para a próxima época voltas a assumir a responsabilidade de orientar os Sub 14 masculinos, simultaneamente com a equipa sénior. De novo voltas a passar pela experiência de veres subir ao escalão superior atletas e teres a entrada de jovens que surgem do minibasquetebol. Que desafios esperas encontrar com o grupo dos Sub 14 masculinos na próxima época?
Em relação à próxima época, grande parte dos atletas que jogaram a fase final irá permanecer no escalão de sub 14. Os atletas que sobem vindos do escalão sub 12 já foram integrando vários treinos durante a época, estando parte do trabalho de integração dos mesmos nos métodos de trabalho desta equipa já desenvolvido.
Quanto aos objectivos, vamos aguardar para ver como funcionamos enquanto equipa para podermos perceber até aonde podemos chegar, certos de que mais uma vez e como vem sendo hábito nunca iremos virar a cara à luta, deixando o campo no final de cada treino e de cada jogo com a sensação do dever cumprido.

Em jeito de conclusão...
Uma palavra final para os atletas que, ao fim de três anos, vão deixar de fazer parte do grupo que há mais tempo trabalha junto. Da minha parte sei que fui muitas vezes muito duro com eles, assim como com todos os outros, mas só assim conseguimos, época após época, atingir, e nestas duas últimas superar, o que esperavam de nós. O meu obrigado a estes, não esquecendo os que ficam. Espero que continuem a trabalhar como até aqui, sabendo que carregam com eles uma grande responsabilidade, são os únicos campeões masculinos do clube.
Aos que permanecem cá nos encontraremos em Setembro, para continuarmos a evoluir, procurando sempre sermos melhores amanhã do que fomos ontem.

Sub 14 masculinos Fase Final 2014-2015.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:50

Os Sub 14 masculinos GDG/Conceito Familia em discurso directo

por gdgbasquetebol, Terça-feira, 14.10.14

IMG_3816.JPG

A época passada ficou marcada pela proeza da conquista do campeonato distrital de Sub14 masculinos.

Com a saída de um número significativo de atletas por força da subida de escalão, a equipa de Sub 14 masculinos transporta a responsabilidade da "faixa de campeão", mas com a realidade bem presente e sem criar ansiedades desnecessárias.

O grupo de trabalho está diferente, mesmo mantendo o seu treinador, Salvador Alexandre Silva, e ainda alguns atletas da época passada, como é o caso do jovem Yosvani Culanda que assume o papel de capitão da equipa.

O GDG Basquetebol procurou saber qual o "estado de alma" dos Sub14 masculinos GDG/Conceito Família, para esta época 2014-2015, em entrevista ao seu treinador e ao capitão.

Salvador Silva.jpgO Salvador Silva, treinador dos Sub 14 masculinos do Grupo Desportivo da Gafanha Basquetebol, está há quatro épocas no clube (sete anos como treinador). No seu currículo desportivo contam-se ainda cinco anos como atleta na Sanjoanense (de onde é natural), oito épocas na arbitragem (três delas como Nacional) e cinco anos de experiência como dirigente desportivo.

A época passada foi uma época gloriosa que culminou com a vitória do distrital do escalão. Deixemos o passado e olhemos o presente. Qual é a perspectiva para esta nova época?

(Salvador Silva) As perspectivas para esta nova época são as mesmas com que encarámos a época passada. A nível individual fazer crescer os nossos atletas em termos técnicos, tácticos e humanos. Ao nível colectivo conseguirmos atingir, em primeiro lugar, uma vaga no Grupo Nacional e a partir daí lutar por um lugar na Fase Final Distrital, pois acreditamos que só jogando contra as melhores equipas poderemos também tornar-nos melhores.

Mas a radiografia a este grupo, a equipa mais jovem da formação do GDG Basquetebol, difere da do ano passado...

Claro que sim... O grupo é mais heterogéneo, já que contém sete atletas que se sagraram campeões a época passada e dez que subiram do escalão Mini 12. Temos vindo a trabalhar para conseguir integrar o mais rápido possível os atletas mais novos no escalão, na nova realidade que vão encontrar. Mas estamos esperançados que num futuro muito próximo vamos tornar-nos numa equipa muito competitiva e atingir os nossos objectivos.

Em relação ao trabalho (técnico - táctico - humano) a desenvolver Que importância atribuis aos primeiros passos da formação no basquetebol?

Como em tudo os primeiros passos são essenciais. Inicialmente mais do que ensinar basquetebol devemos ensinar as regras de conduta dentro de um grupo para que possamos com maior facilidade, depois, ensinar os fundamentos básicos do basquetebol. É óbvio que um bom domínio dos aspectos básicos fará dos atletas melhores conhecedores do jogo e terão seguramente melhores argumentos para responder as dificuldades que lhes iram surgindo pela carreira fora.

É por essa razão que continuas nos sub14 masculinos… pelos desafios que são colocados a um treinador nos primeiros passos da formação.

Quando iniciámos conversas em relação à nova época pusemos algumas hipóteses em cima da mesa. Com o decorrer das conversas chegámos à conclusão que o ideal seria manter-me neste escalão e dar continuidade ao trabalho que venho desenvolvendo já há duas épocas com a maioria dos atletas que compõem esta equipa. Como é também um escalão onde mais gosto de treinar estamos cá preparados para mais dez meses de "luta" para que no final possamos todos estarmos satisfeitos com o trabalho desenvolvido.

Foste atleta, árbitro, dirigente e agora treinador. Que análise fazes ao presente e ao futuro do basquetebol.

Comecei no basquetebol quando esta modalidade era claramente a mais pratica a seguir ao futebol. Coincidência ou não as pessoas com maiores responsabilidades na modalidade continuam a ser as mesmas. É certo que os tempos agora são difíceis mas precisamos de gente nova, com novas ideias para que consigamos regressar ao topo. Se outras modalidades conseguem crescer mais com menos recursos , porque não o basquetebol conseguir também.

YosvaniCulanda é uma das jovens promessas doGDG Basquetebol (felizmente vão surgindo algumas e em número significativo).YOS - sub 13 2013_2014.JPG

Depois de se ter sagrado campeão distrital ainda com idade de minibasquetebol, integrando igualmente o projecto 2002 da ABA, é actualmente o capitão desta equipa Sub 14 masculinos. Nessa qualidade o GDG Basquetebol esteve, igualmente, à conversa com o atleta no sentido de desvendar que elos afectivo e desportivo o ligam ao clube e à equipa.

Regressemos a junho deste ano, final da época passada. Qual a sensação de conseguires ser campeão distrital de sub14?

(Yos) Foi uma sensação óptima porque para além de termos conseguido conquistar o título, fomos capazes de superar algumas adversidades, como por exemplo, o facto de termos jogado contra equipas que eram mais fortes fisicamente que nós.

O que achas que contribuiu para a conquista desse importante troféu?

O nosso esforço,  o nosso empenho nos treinos e nos jogos, o facto de nunca termos desistido e acima de tudo o nosso trabalho em equipa e companheirismo.

E agora? Como é que vai ser esta época 2014-2015?

Acho que esta época vai ser complicada, para além de que temos uma equipa baixa, mas acho que se nos continuar-mos a esforçar como temos feito  poderemos esperar bons resultados.

Ainda tens muitos anos pela frente no basquetebol. Até onde esperas chegar? Até onde vai o teu "sonho"?

Eu pessoalmente tenciono chegar ao nível profissional e tenho como sonho tornar-me num jogador da NBA. (sorriso rasgado)

O que significa que vais ter que trabalhar muito...

Acho que tenho muitas coisas a melhorar, começando por brincar menos nos treinos, aproveitar tudo que os meus treinadores tiverem para me ensinar para poder evoluir,  aprender também com os meus colegas e acima de tudo terei de me esforçar sempre ao máximo.

Como capitão da equipa o que achas que deves transmitir aos teus colegas?

Vamos dar o nosso melhor juntos e acima de tudo nunca desistir.

 

Como nota da direcção de comunicação do GDG Basquetebol, há genuidades que marcam. E o genuíno e a naturalidade do Yos são bem a imagem disso mesmo. Apesar da idade quase que apetece dizê-lo a cada resposta: "as crianças não mentem".

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:46

Sub14 masculinos vencem primeiro jogo oficial

por gdgbasquetebol, Terça-feira, 30.09.14

No sábado, a equipa de Sub 14 masculinos do GDG Basquetebol iniciou a competição oficial da ABA, nesta época 2014-2015.

Frente ao Anadia e a jogar em casa, os Sub 14 masculinos marcaram a diferença e a superioridade num jogo que dominaram do princípio ao fim e que venceram por uns expressivos 96-18.

A análise ao jogo fica expressa nas palavras do treinador Salvador Alexandre.

Primeiro jogo oficial da época e para alguns também o primeiro jogo neste escalão. Encontramos pela frente um adversário com bastantes debilidades técnicas, mas que nos causou alguns problemas devido à grande diferença de estatura. Depois de uma entrada em jogo algo apática que permitiu ao adversário fazer alguns contra ataques, fomos calmamente demonstrando que éramos mais equipa, melhores técnica e tacticamente. Não foi de estranhar que o resultado se fosse avolumando, apesar de alguma desconcentração que fomos evidenciando com o passar do tempo e o avolumar do resultado. Fizemos, no entanto, o que nos competia que era vencer este jogo respeitando sempre o adversário. Para o futuro temos de continuar a trabalhar para conseguirmos atingir os nossos objectivos.

Atletas Sub 14 masculinos convocados pelo seu treinador para o jogo GDG Basquetebol vs Anadia (96-18): Rui Pedro, Diogo Secundino, Eduardo, Miguel Lucas, João Gil, Ricardo Fernandez, Hugo Viegas, Pedro Bola, Tomas Carvalho, Rúben Gomes, Yosvani Culanda, Gabriel Rouxinol.

GDG Basquetebol 25 anos: uma História, um Presente, um Futuro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:00

Somos notícia... Salvador Alexandre em destaque

por gdgbasquetebol, Terça-feira, 05.08.14

Na Rádio Terra Nova...
(por lapso o nome está trocado - correcção: Salvador Alexandre)

http://www.terranova.pt/index.php?idNoticia=130585
(clicar na foto para aceder à notícia)



No BasketPT.Net
(por lapso o nome está trocado - correcção: Salvador Alexandre)
http://www.basketpt.net/index.php/2013-09-29-22-04-36/clubes/item/3684-treinador-alexandre-salvador-mantem-se-nos-sub14-masculinos-do-gdg-basquetebol.html

(clicar na foto para aceder à notícia)

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:40

Salvador Alexandre mantém-se nos Sub14 Masculinos

por gdgbasquetebol, Segunda-feira, 04.08.14

O Treinador Salvador Alexandre confirma a sua permanência como treinador do escalão Sub14 Masculinos do GDG Basquetebol.

Depois do sucesso desportivo da época 2013-2014 que culminou com a conquista do título de Campeões Distritais de Sub14 Masculinos, Salvador Alexandre aceitou o desafio de voltar a repetir o trabalho desenvolvido na época passada no primeiro escalão de formação. Mais do que a renovação do título, até porque os processos competitivos são feitos de ciclos, a aposta recai sobre os hábitos de trabalho, a aquisição de competências técnicas e a motivação dos mais novos para a modalidade. O GDG Basquetebol renova, assim, a confiança no trabalho e experiência de um técnico que foi jogador, árbitro e dirigente, na perspectiva da valorização do crescimento dos mais jovens, seja do ponto de vista desportivo, seja do ponto de vista humano e social.

Horários dos Treinos dos Sub 14 Masculinos

Segunda-feira: 18:30 - 20:00 Horas
Quarta-feira: 17:00 - 20:00 Horas
Quinta-feira: 18:30 - 20:00 Horas
Sábado: 09:30 - 11:00 Horas

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 10:46


SUCESSO - X Torneio Internacional e VI Torneio Carnaval


SlideShow - PATROCINADORES


EQUIPAS 2017/18


TREINADORES 2017-2018

COORDENAÇÃO

Coordenação Geral

Minibasquete

MASCULINO

Seniores

Sub 18

Sub 16

Sub 14

FEMININO

Seniores

Sub 19

Sub 16

Sub 14

INICIAÇÃO - MINIS

Sub 13 - iniciação

Minibasquete